Criando gatos

Muitos iniciantes cometem os mesmos erros, assim depois que você ler esse texto, não será um “Expert” mas terá algumas dicas de como cuidar de seu gatil. Esperamos que você já tenha aprendido algumas coisas, e tenha começado a pensar sobre alguns assuntos que estão envolvidos na criação.

 

Por que você quer criar animais?

 

Você quer apenas, uma vez, ter uma ninhada, ou você quer começar seriamente envolvido com sua raça? Se você apenas quer uma ninhada, não precisa de gatos de raça. Você pode também pegar dois animas domésticos que tem filhotes juntos.

Se você quer começar seriamente envolvido com uma raça, então talvez você também já tenha pensado sobre um programa de criação. Criação é mais que simplesmente pegar um gato bonito para sua fêmea reprodutora (matriz). Planos de criação são sempre sujeitos a mudanças por causa dos gatos que seus proprietários tem em mente.

 

Estes são alguns exemplos que podem estragar seus planos:

  • A fêmea não entra no cio.

  • O padreador urina tanto que seu dono necessitou castrá-lo antes de seu gato ter criado.

  • A fêmea não conseguiu ser fecundada e mesmo depois de acasalar várias vezes não fica prenha.

  • A fêmea não quer cruzar com o macho que você escolheu para ela.

Mas se você tem um objetivo de criação em mente, então você pode continuar trabalhando em direção a isso.

Tendo resolvido sobre um objetivo de criação não significa que você nunca possa mudá-lo. Você deveria vê-lo de preferência como uma linha de direção, para te ajudar com suas decisões. Depois de um tempo você pode concluir que seu objetivo de criação precisa de ajustes.

Tendo um objetivo de criação assegure que você não começará a criar de uma maneira que vise somente o lucro, cruzando várias vezes o animalzinho. Assim você será um criador de fundo de quintal. Muitos criadores iniciantes dizem 'Eu acho que será divertido, simplesmente criar uma ninhada...'. Criadores experientes freqüentemente opõem-se a isso. Qualquer criador de respeito tenta melhorar a raça, não apenas produzir filhotes.

Mas, o que é melhoramento da raça? É um gato saudável? Ou um gato mais bonito ou mais amável? Muitos criadores tentam produzir um gato saudável, bonito e amável... O que faz um gato bonito é uma questão de gosto. Você pode seguir seu próprio gosto, desde que ele se inclua no padrão da raça. Um gato saudável é um que por exemplo alcance a idade de 10 anos sem todos os tipos de doenças.

Além disso, pense nas influências que suas decisões podem ter no conjunto genético. Se, por exemplo, você cria uma ninhada com 8 gatinhos, e você vende todos os 8 para outros criadores, é bom para sua geração? E se você obtém mais duas ninhadas da mesma matriz e vende todos os filhotes também para criadores, qual a consequência disso? Por outro lado, se você cria uma ninhada com uma combinação única de pais e mães, e você não vende um único filhote para criadores, qual no caso é sua contribuição (positiva ou negativa) para a raça? (Por favor não leia isto como se você tivesse que vender um filhote de cada ninhada para criadores. È puramente intencional para você pensar sério sobre suas razões em criar uma ninhada.)

Os animais de reprodução que você escolheu constitui a base do seu programa de criação. Então você deve querer ter bons animais para criação. Mas onde encontrá-los? E o que são bons animais para criação?

A procura por um bom animal para criação começa com a procura por um bom criador. Mas isso levanta perguntas como: Onde você encontra um bom criador e o que diferencia um bom criador?

Não existem respostas pré-fixadas para essas questões. O que uma pessoa considera bom criador, pode ser considerado mau por outra. Mas você deve sentir uma boa sensação a respeito do criador! Tome um tempo para conhecê-lo, converse com o criador. Quais os pensamentos dele sobre exames, criação e tudo que está envolvido. O que ele pensa de você criar com um filhote dele. (

Não são todos os criadores que permitem qualquer um a criar com seus filhotes. Converse isso antes de você finalizar a compra do filhote. Se vocês se sentirem confortáveis um com o outro, então você teve um bom começo. Vocês não precisam se tornar almas gêmeas, mas se a suas ideias forem as mesmas, então as coisas estão se encaixando. Além disso você pode perguntar para outros criadores a opinião deles sobre o criador que você se interessou pelos filhotes. Mas exatamente como você quer saber se está comprando um filhote de um criador sincero e dedicado, do mesmo modo um bom criador vai querer saber se vai vender o filhote para alguém que estará conscientemente e sensivelmente envolvido na criação.

 

A escolha

OK, você encontrou um bom criador e deseja comprar um filhote dele. Então aparece a questão: Qual filhote você quer? Estude os gatos que o criador possui. Decida de qual gato (ou combinação) você quer um filhote. Isto não significa que esse é o filhote que você obterá... o criador tem seus próprios objetivos de criação, e juntos vocês terão que determinar se seus planos harmonizam um com o do outro. Se esse não for o caso, então você ainda poderá melhorar os seus planos. Outra possibilidade é que ele goste dos planos que você apresente. Mas de qualquer forma ele descobrirá o que você pensou sobre o que você quer.

O mais importante é você pensar que encontrar um parceiro para trocar linhagens é importante para sua criação.

Se você comprar um filhote que está relacionado aos gatos de criadores da sua região, então não será fácil encontrar um parceiro adequado para este gato.

Não tome decisões rápidas, mas também não perca oportunidades. Se tudo sair bem, este filhote será gato de fundação de seu programa de criação. Este é o motivo de você procurar pelo melhor filhote que puder obter. Pense o bastante, e se for necessário, é melhor esperar metade de um ano ou um ano inteiro pelo filhote certo, não é? Você pode usar este tempo para avançar os estudos sobre a raça, e tudo que está relacionado a criação!

Comprando um macho

 

Leve em consideração as seguintes questões:

Este gato é uma boa combinação para suas matrizes? Quais as restrições que vieram com o filhote? Dificilmente algum criador vende um filhote macho para reprodução sem restrições. Exemplos de restrições comuns:
a) Um número máximo de empréstimos de cruzamentos, ou nenhum permitido.
b) Uma idade máxima para ficar ativo (depois ele deve ser castrado e deve fazer parte da família sem estar restringido as acomodações dos machos.
c) Os filhotes não podem ser vendidos para outros criadores, ou então apenas filhotes fêmeas podem.

Todos os tipos de restrições são possíveis.

Defeitos genéticos

Aparecem em todas as criaturas vivas. Alguns defeitos são muito simples enquanto outros ameaçam a vida. Defeitos genéticos ou hereditários não são o mesmo que defeitos congênitos. Defeitos hereditários são passados pelos pais para os descendentes. Defeitos congênitos podem ser genéticos, mas eles também podem ser causados por influências externas. Se a mãe ficar doente durante a gravidez, ou se ela está exposta a substâncias tóxicas durante a gravidez, isso pode influenciar no crescimento e desenvolvimento do embrião.

Se uma ninhada de filhotes nasce e alguns dos filhotes apresentam anormalidades, você pode sempre contar que elas são congênitas ou hereditárias. Quando todos os filhotes afetados têm a mesma anormalidade (cauda torta, por exemplo) então é muito provável que seja hereditário. No entanto, se a ninhada tem vários filhotes com anormalidades, mas as anormalidades são todas diferentes (um filhote com rabo torto, um com fenda palatina, e um com coluna vertebral fissurada por exemplo) então é provável que essas anormalidades foram causadas por fatores externos. Os filhotes dentro do útero não estão no mesmo estágio de desenvolvimento ao mesmo tempo. Então quando uma fêmea grávida entra em contato com uma substância tóxica, o envenenamento afetará todos os filhotes. Isso pode causar diferentes efeitos para cada filhote.

Traços hereditários são divididos em genes dominantes e recessivos. Isso significa que se você receber um gene dominante ou recessivo para um traço, o gene dominante será visível e o recessivo será suprimido. Isso faz de você um transportador de traços que engana nos genes recessivos.

Existem defeitos ligados ao sexo, e defeitos que não são ligados ao sexo. Os defeitos não ligados ao sexo são chamados "autossômico", os ligados ao sexo são chamados "X-ligado". Isso é porque defeitos ligados ao sexo estão localizados no cromossomo X, as fêmeas têm dois cromossomos X enquanto o macho tem um. Quando um defeito é recessivo e ligado ao sexo, então os machos têm uma chance maior que as fêmeas de contrair doenças. Fêmeas têm que ter o gene recessivo nos dois cromossomos X para desenvolver o defeito, enquanto os machos só precisam ter o gene recessivo no seu único cromossomo X.

Examinando os defeitos

O exame de defeitos deve sempre ser realizado por um veterinário ou especialista experiente. Se você está apenas interessado em um exame rápido e visita o "veterinário da esquina", você pode também jogar seu dinheiro no lixo. Atualmente muitos veterinários especializam-se em diferentes assuntos, então tente encontrar um veterinário que é especializado no defeito que você quer que seu gato seja examinado, e preferencialmente um que tenha bastante experiência nessa área.

No futuro mais e mais exames genéticos estarão disponíveis, a marca genética de alguns defeitos ou doenças já foram encontradas, os cientistas estão procurando por marcas genéticas de outros defeitos.

 

Macho ou fêmea?

 

Uma fêmea (topo) e um macho (abaixo) com 10 dias de idade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crédito da foto: Misha Peersmans.

Socialização

 

Socializar filhotes significa que eles precisam se adaptar a tudo o que podem encontrar mais tarde na vida. Isso não significa que um filhote bem socializado nunca tenha medo de nada ou que nunca se assuste com nada. Ou que todos os filhotes provenientes de um criador reagirão exatamente da mesma maneira em situações semelhantes. Todo gatinho é um indivíduo e reage à sua maneira. O que você pode ensinar aos gatinhos é não ter medo de barulhos altos, como o aspirador de pó, a campainha, o rádio ou a televisão ou quando as pessoas levantam a voz. Você também pode ensinar a eles diferentes formas de manejo que você executará nos gatinhos mais tarde. Pegando-os, segurando-os, deitando-os de costas, cortando as unhas, verificando os dentes, escovando, lavando, enfim: tudo o que você faz com gatos adultos pode ser ensinado a eles durante esse período. Isso não precisa durar horas por dia, 10 minutos ou mais é suficiente. Mas é claro que você sempre pode passar mais tempo com os filhotinhos.

Como cuidar dos filhotes

 

Se você fosse proprietário de um gatinho pet, tudo seria bem mais fácil anotando tudo em um bloco de notas no celular, mas em uma ninhada do seu gatil, é bem diferente.

Se você precisar ir ao veterinário porque seu gato está mancando, é conveniente que você saiba se o animal está mancando porque caiu de um armário ou se alguma outra coisa aconteceu. Muitas vezes é difícil lembrar exatamente quando algo aconteceu.

 

Para um gatil profissional, é complicado, principalmente quando há mais animais reprodutores em casa. Perguntas como: "Quando foi que a fêmea X entrou no cio pela última vez?", "Quando nasceu a ninhada da fêmea Y?" e "Qual dos quatro gatinhos perdeu peso? É o mesmo gatinho que teve problemas para comer na semana passada?" Pode ser difícil responder, não é mesmo?

As tabelas abaixo são só exemplos. Claro que você pode ajustá-las aos seus próprios desejos e situações.

Na tabela abaixo, tem um espaço para informar quem são os pais da ninhada, quais eram as datas de acasalamento e todo o tipo de outras informações sobre cada gatinho, como a hora do nascimento. Pode ser uma boa ideia marcar cada gatinho com esmalte nas unhas ou com um marcador de texto seguro no manto. Se você quiser adicionar outras coisas mais importantes, basta adicioná-las ou substituir as colunas.

 

 

 

 


 

 

 

 

Tabela de peso de gatinho

Escolha um horário definido no qual você pesa os filhotes todos os dias e não durante a noite no primeiro dia e de manhã no dia seguinte. Isso daria uma imagem errada.

Se um ou mais gatinhos não ganharem peso em um dia, isso não será um desastre imediatamente. Somente se eles não engordarem por alguns dias seguidos ou quando perdem peso, há motivos para começar a se preocupar.

Texto tirado do site pawpeds.com

© 2017 Clube Ragdoll Brasil. Todos os direitos reservados.

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle