Castração Precoce

Embora o conceito de castração precoce de gatos não seja recente, ainda é pouco indicado e realizado por veterinários por desconhecimento da pratica cirúrgica e anestésica em neonatos e principalmente por ainda acreditarem que gatos castrados precocemente podem ter mais problemas de saúde do que os que são castrados adultos.

 

Mas o que é a castração precoce? E por que fazer?

 

A castração precoce é considera a estilização dos animais entre 8 e 16 semanas de vida.

 

A importância de entregar os gatinhos de raça castrados vai muito além da proteção da “pureza” das raças como muitos pensam. Trata-se principalmente de um ato de controle populacional e saúde publica.

As gatas podem entrar o cio com 4 meses de idade dependendo da sazonalidade e uma gata que passa 7 anos da vida se reproduzindo pode, juntos com seus filhotes, produzir mais de 420.000 descendentes.

 

https://youtu.be/0SGtozRWYpc

 

A maioria dos tutores que abandonam seus gatos relatam ter sido por motivos de demarcação de território, brigas e agressões, e isso é decorrentes do comportamento natural reprodutivo da espécie.

 

A castração precoce é uma cirurgia muito simples e o risco anestésico e cirúrgico pode ser perfeitamente controlado desde que o veterinário esteja habituado com o procedimento. A cirurgia nos filhotes leva em torno de 15 minutos para uma femea e 5 minutos para um macho. A recuperação é bem mais rápida e com muito menos complicações comparadas com gatos adultos.

 

Vejam o vídeo :

 

https://youtu.be/U7bNazpApVQ

 

O ideal é que o gatinho já tenha tomado pelo menos a primeira dose de vacina, esteja com boa saúde antes da cirurgia e não tenha anomalias congênitas, como criptorquidismo.

Exemplo de cronograma:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MITOS:

  • Castrar filhotes os deixa obesos

Embora alguns estudos mostrem uma maior incidência de sobrepeso em gatos castrados, não há nenhuma evidência científica provando que a obesidade é causada pela cirurgia precoce. Os gatos castrados terão o metabolismo mais lento e por isso serão menos ativos. Mas esse problema pode ser perfeitamente contornado com uma dieta saudável e o incentivo de atividades físicas.

 

  • Castrações precoces causam retardo no crescimento

Pelo contrario! Os hormônios sexuais controlam o fechamento de estruturas ósseas que ‘’desligam’’ o crescimento dos animais. Logo quando esses hormônios param de ser produzidos, elas levam mais tempo para se fechar, fazendo com que o gatinho cresça mais.

 

  • A cirurgia está ligada à predisposição de problemas urinários

A ocorrência de problemas urinários como a obstrução uretral, especialmente em gatinhos machos, tem relação com a anatomia da uretra felina, que é extremamente estreita. No entanto, já foi constado que as medidas uretrais de gatos castrados precocemente e daqueles castrados tardiamente não apresentam diferenças significativas.

 

 

BENEFÍCIOS:

  • O procedimento diminui o surgimento de doenças

 

Além de acabar com as chances do desenvolvimento da piometra, a castração precoce diminui drasticamente o aparecimento de doenças ligadas ao estímulo hormonal, como câncer de mama, útero, ovário, próstata e ossos.

Como os gatinhos ficam mais caseiros e deixam de sair para “vadiar, brigar e disputar” território na rua, reduzindo assim o risco de contraírem doenças infecto-contagiosas como Fiv e Felv.

 

  • A castração precoce altera o comportamento do gatinho

 

A castração, principalmente a pediátrica, reduz a hiperatividade e a agressão nos bichanos, deixando eles mais dóceis. Além disso, diminui as chances de fuga e de marcação de território por meio da urina.

© 2017 Clube Ragdoll Brasil. Todos os direitos reservados.

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle